Resenha: O Que Me Faz Pular (★★★★★)


Bom dia leitores! Hoje eu venho com uma resenha de um livro
 M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O



Autor: Naoki Higashida
Editora: Intrínseca
Páginas: 190

Classificação: (★★★★★)

Ano de edição: 2014 



O livro o que me faz pular é simplesmente surpreendente... Desde que eu fui ao evento da turnê Intrínseca aqui em Curitiba, fiquei apaixonada por esse livro que me despertou muita curiosidade para conhecer um universo até então desconhecido pra mim.



O livro abre portas para um mundo totalmente novo, com novas regras e um conceito de "normal" diferente para nós.

"O livro, no entanto, vai muito além de fornecer informações: oferece uma prova de que, no corpo aparentemente incapaz do autista, está uma mente tão curiosa, perspicaz e complexa quanto a sua, a minha e a de qualquer um".



Já no inicio, tem uma introdução escrita pelo pai (David Mitchell) de um autista, onde ele faz comparações que nos passam uma ideia do que é ter autismo. Foi ele que traduziu boa parte da obra, depois de se encantar pelo livro que conheceu quando sua esposa o encomendou do Japão. David Mitchell afirma que:
"Através das palavras de Naoki, pela primeira vez senti como se o garoto estivesse falando conosco sobre o que acontece dentro de sua cabeça." 
Podemos perceber o quanto era difícil para eles a comunicação com o filho, e com esse livro, foi como se isso tornasse possível! Simplesmente incrível 



Essa parte é uma das mais bonitas do livro, pois vemos como o universo de um autista é diferente e acaba muitas vezes se sentindo deslocado, afinal, nós acabamos entendendo as coisas de outra forma e fazemos exatamente o que não deveríamos fazer!


Aprendemos a dar mais valor para coisas que consideramos extremamente normais e muitas vezes acabam passando despercebidas... Pois "todo mundo tem" aparentemente.


 O livro foi publicado no Japão inicialmente, por uma criança autista de apenas 13 anos, que ainda cursava o ensino fundamental.



É composto por perguntas (feitas por pessoas comuns com curiosidade no assunto) e respostas (que o autista as responde)



Eu acho que todos deveriam ler esse livro algum dia, pois é maravilhoso conhecer esse outro mundo que eu não tinha nem ideia de como funcionava...


No final do livro encontramos um conto escrito pelo garoto de aproximadamente 20 páginas titulado "Estou Bem Aqui!". O que nos prova que os autistas sentem e vivem as mesmas coisas que nós... Só que muitas vezes não conseguem expressar isso. 

Nunca devemos duvidar deles, pois possuem a mesma capacidade que nós.


Algumas fotos editadas com o aplicativo "Click Serendipity" da Melina Souza:







Minhas frases preferidas do livro:

"Minha leitura rendeu teorias, pontos de vista, piadas e palpites sobre essas situações, mas, sem explicações, tudo o que eu podia fazer era observar, em total desamparo".


"Não conseguir falar significa não compartilhar o que a gente sente e pensa. É como ser um boneco que passa a vida toda em isolamento, sem sonhos ou esperanças".

"Levantamos uma barreira ao nosso redor para manter os outros do lado de fora".


"Não posso acreditar que qualquer ser humano deseje mesmo ser deixado só".

"Acabamos nos acostumando com a solidão sem sequer perceber como isso aconteceu".


"Conseguimos lidar com nossas próprias dificuldades, mas o pensamento de que nossa vida é a fonte de infelicidade de alguém é quase insuportável".

"Em poucas palavras, aprendi que cada ser humano, com ou sem deficiências, precisa se esforçar para fazer o melhor possível e, ao lutar para conseguir a felicidade, ele a alcança".

"Para os autistas, viver é uma batalha sem trégua!"

Espero que tenham gostado;

XOXO