Comprinhas: Black Friday 2016!


6 on 6 - Dezembro

Yayyy, depois de alguns meses sem, hoje tem 6 on 6 ♥







  1. Muito amor por essa foto e por esse filme ♥
  2. Fui ao centro esses dias e não consegui ficar longe da biblioteca publica hehe (estou amando os dois títulos)
  3. Finalmente de férias, agora vez ou outra eu "brinco" de "rabiscar" - sem nenhuma obrigação de treinar pra prova de desenho, yay o/
  4. Um antigo vício que voltou com a sexta temporada disponível na netflix <3
  5. EU NEM ACREDITO! Depois de ler em 2013, eu FINALMENTE tenho o meu box de Percy - outro vício antigo hehehe
  6. Esses dias teve um encontrinho do instameet cwb e eu encontrei essa referência pelas ruas de Curitiba :)
Não esqueçam de conferir o post das outras meninas:


Espero que vocês tenham gostado :)
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram do blog ♥ Snap: Nati_chanoski

Resenha: Álbum de casamento (★★★★★)



Oioi pessoal, tudo bem?!

Hoje tem resenha de um livro que eu decidi ler por recomendação e, uau, eu amei ♥

Título: Álbum de casamento
Autora: Nora Roberts
Editora: Arqueiro

Classificação: ()


Quatro amigas gostavam de brincar de casamento. Cada vez uma fazia algum papel, elas se revezavam entre noiva, noivo, padre, dama de honra e madrinha. Até que um dia, Mackenzie, cansada de brincar e não querendo se vestir para a cerimônia, acabou sendo a fotógrafa oficial do casamento. A partir desse dia tudo mudou para ela.


Álbum de noivas conta a história de Mac. Ela e suas três amigas são donas da Votos, a principal empresa de casamentos da cidade. Emma, Laurel, Mac e Parker dividem as funções conforme os seus dons. O livro mostra um laço de amizade muito forte e importante, elas estão juntas no trabalho, mas, antes de tudo, estão juntas pra apoiar e ajudar umas as outras. Quando uma não está bem, todas não estão.


Não importa que a minha mãe seja a minha mãe, ou que as coisas nem sempre funcionem como a gente quer. O que conta são os momentos. Sei disso melhor que ninguém, mas nunca o apliquei na minha vida. Não consigo mesma. O que conta são as pessoas, o que elas sentem, as relações que estabelecem, quem são quando estão sozinhas ou com alguém. Tudo isso é importante, e tanto faz se o momento passa depressa. Talvez seja justamente porque ele passa. 

Mac vem de uma família complicada: sua mãe é interesseira e pula de casamento em casamento, seu pai encontrou uma nova família e por lá ficou. Apesar de uma mãe que explora emocionalmente e financeiramente e um pai ausente, a protagonista deve sucesso na vida. Tem o seu emprego que, aliás, vai muito bem. Mas é inegável que o seu "tornozelo de Aquiles" sempre será sua mãe, Linda, que volte e meia aparece pra pedir dinheiro. Mac, sem saber dizer não, cede e fica com muita raiva depois da exploração.


Apesar de trabalhar baseado no "felizes para sempre" e por ser responsável por eternizar momentos e sentimentos, ela não acredita em um amor duradouro - não tem bons modelos disso - e foge ao máximo de compromissos. O enredo e a personagem tem doses de realidade muito grandes. As marcas deixadas pela família instável são muito evidentes. Marcas que observamos diariamente nas nossas vidas, afinal, tudo o que vivemos na nossa infância afeta de alguma forma a nossa personalidade. E, justamente por isso, Mac não acredita no "felizes para sempre" e acha que tudo nasce com data de validade, além de seu medo de um relacionamento mais duradouro. Até que Carter, um antigo colega de escola, reaparece em sua vida.


Filmes, pensou - especialmente os românticos -, deviam ter final feliz. Por que na vida, com muita frequência, não tinha. O amor se dissipava ou se transformava em ódio. Ou ia parar em algum lugar entre essas coisas, numa espécie de indiferença dolorosa.



Mac precisa lidar com o seu relacionamento com sua mãe - já que Linda não muda, a protagonista que terá que aprender a lidar e a dizer não - e com a sua trauma de compromissos.

O livro é narrado em terceira pessoa e dosa muito bem a intercalação de pontos de vistas entre Mac e Carter. Além de acompanhas a vida da Mac de perto, conhecemos mais as outras três amigas e vários dos casais que escolhem a Votos pra efetivar seu matrimônio. 



Nora narra com uma riqueza de detalhes completamente incrível todos os processos de um casamento, o que nos deixa com uma vontade de "também quero". Recomendo esse livro pra todos! É um livro leve de superação, amizade e romance. Essa foi a minha primeira leitura da Nora e posso afirmar que já sou fã e que preciso do próximo urgente hehehe


Sem ofensa. Mas ninguém precisa se acomodar assim. Ficar com alguém só porque a alternativa é ficar sozinho. O amor não é um conceito amorfo criado pelos livros e pela poesia e impossível de atingir. É real, vital e necessário. Caramba, isso muda tudo. Tudo. Não posso ser o que eu era antes de amá-la. É ridículo pra qualquer um esperar por isso



Esta série contém 4 livros, cada um dando um enfoque mais para cada uma das amigas :) não vejo a hora de saber mais sobre a próxima!

Espero que vocês tenham gostado :)
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram do blog ♥ Snap: Nati_chanoski

Semana Detox

Oioi pessoal, tudo bem??

Quem me acompanha no instagram (@natashachanoski) ou no snap (nati_chanoski) viu que semana passada eu fiz 4 dias de detox! E eu resolvi compartilhar tudo com vocês :)

Fiz um vídeo no canal explicando certinho o motivo pelo qual comecei, como me senti e os resultados. Vou deixar o vídeo no fim do post. E, aqui no post, vou deixar as receitas certinho de cada dia. Espero que gostem <3

Dia 1:


Café da manhã:

Suco Detox

  • Abacaxi - 1 rodela
  • Maça - 1/4 de uma
  • Couve - 1 folha grande
  • Água - aproximadamente 1/4 do copo
  • Gelo - 3 cubos
Bater tudo no liquidificador 


Almoço:

Sopa

  • 50 grama de repolho verde picado
  • 2 folhas de couve manteiga
  • 1/2 xícara de chá de folha de salsinha
  • 1 colher de sopa de gengibre ralado
  • 100g de brócolis
  • 2 caldos de salsão
  • 100g de couve flor
  • 1 chuchu
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola pequena
  • sal e pimenta à gosto
Todos os ingredientes são picados
Refogue a cebola (ralada), alho, gengibre e salsão
Cozinhar o resto, juntar tudo em água fervente e cozinhar até ficar al dente :)
Bater tudo no liquidificador se preferir


Lanche da tarde:

  • O mesmo suco do café da manhã tomando um copo em intervalos de 3 em 3 horas


Janta:

  • Sopa do almoço

Dia 2:


Café da manha

Suco Detox


  • Abacaxi - 1 rodela
  • Maça - 1/4 de uma
  • Couve - uma folha grande
  • Água de coco - 1/4 do copo
  • Gelo - 3 cubos
Bater tudo no liquidificador 

Almoço:
  • Mesma sopa do primeiro dia
Lanche da tarde:
  • O mesmo suco do café da manhã tomando um copo em intervalos de 3 em 3 horas
Janta:
  • Sopa do almoço

Dia 3:




Café da manha

Suco Detox


  • O suco desse dia não ficou muito bom, então eu não recomento... É melhor repetir a receita do dia 2 :) mas qualquer coisa os ingredientes estão no vídeo

Almoço:

Sopa Detox com batata doce
  • Duas xícaras de chá de batata doce em cubos
  • 2 dentes de alho 
  • 1 cebola pequena ralada
  • 1 abobrinha em cubos
  • 1 xícara de chá de salsa picada
  • 2 folhas de couve
  • 1 colher de sopa de azeite extravirgem
  • sal e pimenta a gosto
Refogue a batata doce, o alho, a cebola e a abobrinha
Cozinhe tudo e depois bata no liquidificador (acrescente a couve só no liquidificador)

Lanche da tarde:
  • O mesmo suco do café da manhã tomando um copo em intervalos de 3 em 3 horas
Janta:
  • Sopa do almoço

Dia 4:



Café da manha

Suco Detox


  • Abacaxi - 1 rodela
  • Limão - 1/2
  • Couve - uma folha grande
  • Água de coco - 1/2 do copo
  • Gelo - 3 cubos
Bater tudo no liquidificador 

Almoço:
  • Mesma sopa do terceiro dia
Lanche da tarde:
  • O mesmo suco do café da manhã tomando um copo em intervalos de 3 em 3 horas
Janta:
  • Arroz integral, lentilha e salada


Assistam o vídeo pra conferir o resultado, os motivos e acompanhar como eu me senti nesses 4 dias :)

XOXO
espero que tenham gostado <3






    A Linguem de um Emoji

    Eu sei que o assunto já está meio batido, mas mesmo assim acabei refletindo sobre quando uma amiga veio me contar:
    – Nati, o Fulano gosta de mim.
    Querendo saber como ela havia chegado ao tal veredicto, perguntei:
    – Como você sabe ?
    – Ele me mandou um coração vermelho no wpp

    De fato, um coração vermelho pode sim ser indicio de tal. Os emojis chegaram e, automáticamente, ganharam muito espaço na nossa sociedade (desde a época do MSN, e até, talvez, antes disso). Quantas vezes, duramente uma conversa, eu não tive vontade de mandar aquela carinha que me expressava tão bem! E já chegou a tal ponto de eu pegar o celular e de mostrar o emoji para a pessoa. Não consegui me expressar de outra forma mais precisa.



    Voltando para o coração vermelho, eu tomo cuidado sim! Aliás, as pessoas que já receberam um desse são extremamente raras. Acho importante vigiarmos esse aspecto das redes sociais, afinal, sem o contato cara a cara, ás vezes é difícil interpretar o tom de vez que a pessoa usou, é difícil encontrar a ironia e é ainda mais difícil poder confiar se tudo aquilo é verdadeiro mesmo. Mas é aí que as geniais figurinhas entram. Elas nos dão uma boa idéia disso tudo –ou podem ajudar a mascarar ainda mais um sentimento ou reação.

    Creio que antes de acreditarmos se esse tal Fulano está mesmo na da minha amiga, é preciso conhecer o jeito dele. Antes de “julgar” alguém pelos emojis, é preciso descobrir se essa pessoa é do tipo que banaliza-os ou não. Mas o Fulano é um sujeito mais na dele e já estava dando outros sinais. O coração vermelho foi só a confirmação que precisávamos. Agora, eu termino esse texto fazendo um apelo. Por favor, não banalizem os emojis! Existe toda uma linguagem, uma expressão repleta de sentimentos que podem ser mostrados através deles. Só não da para o Fulano acreditar neles, e a minha amiga banalizá-los. É uma arte em conjunto!

    TOP5 Lançamentos: Arqueiro e Sextante - Novembro

    Olá pessoal! Tudo bem?? Hoje tem post sobre os meus 5 lançamentos preferidos da Arqueiro e da Sextante! Vamos lá?!








    Nora e Julia no mesmo mês é pra matar, né? Me interessei muito pelas histórias de "o que é isso companheiro?" e "as cordas mágicas". Fica ligado/a que logo logo tem renha do primeiro aqui no blog:)

    XOXO

    TOP 12 - Romances ♥


    Resenha: Hockey Karma (★★★★★)



    Olá pessoal, tudo bem?? Espero que sim :)

    Hoje é um dia muito importante! Além de ter sido o primeiro livro em inglês que eu li, é também o segundo post bilíngue do blog! O primeiro foi uma entrevista com a autora novaiorquina Sara Benincasa, autora do livro "Incrível".

    Título: Hockey Karma
    Autores: Howard Shapiro, Andres Mossa
    Editora: Animal Media Group

    Classificação: ()


    O livro, na verdade, é uma HQ que tem como personagem principal o Jacobson, um famoso jogador de Hockey. Jake já está ficando velho para a profissão. Um novato começa a ganhar destaque nas telonas e, assim, a rixa começa.

    Jake está um pouco cego para o mundo. Ele sofre fisicamente em alguns jogos e se medica por conta própria. Já está viciado na pilula pra dor e ele prefere manter isso em segredo, afinal, é um motivo a mais para aposentá-lo. Além dos problemas com a carreira, a sua família também está por um fio. Ele tornou-se um homem agressivo e ausente, sua mulher e sua filha já estão esgotadas e preocupadas. 



    Paralelamente acompanhamos a história de Tom, um amigo de Jacobson. Tom também está perdido, ele sempre trabalhou junto com o amigo e percebe que acabou deixando a sua própria vida de lado. Além de também estar preocupado com Jake. 



    Quando o autor entrou em contato comigo, fiquei muito feliz! Pois além de ser a minha primeira parceria internacional, é também o primeiro "livro" em inglês que eu leio. Tenho alguns em casa, mas sempre acabei postergando a leitura, porém, agora foi haha. A linguagem é bem tranquila. Deu pra entender tudo e foi uma experiência incrível! Da confiança e vontade pra viajar agora mesmo e sair falando em inglês por aí.

    Além do "livro" abordar essa questão de identidade, acompanhamos o relacionamento de Jake com a esposa e o de Tom com uma garota de outra cidade. Achei muito positiva essa abordagem de vários assuntos, tornou a leitura fluída e divertida. Um "livro" pra ler tranquilamente em uma sentada.



    Recomendo a história pra todos! Fala sobre família, amizade, passado, futuro e superação. É uma história maravilhosa e leve. Ah, e o livro traz, em cada capítulo, recomendações musicais. Todas muito boas, aliás.

    Espero que vocês tenham gostado :)
    XOXO

    Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram do blog ♥ Snap: Nati_chanoski



    __________________________________________________________


    Heey guys, how are you? I hope you're fine :)

    Today is a special day! Besides being the first english book I read, is also the second bilingual blog post! The fisrt was an interview with the New Yorker author Sara Benincasa, author of "Great".

    The book, in fact, is a comic book whose main character is Jacobson, a famous hockey player. Jake is getting old for the profession. A newcomer begins to gain prominence on the big screen and, thus, the brawl begins.

    Jake is a little blind to the world. He suffers physically in some games and he practices on his own. He's already addicted to the pain pill and he prefers to keep it a secret, after all, it's one more reason to retire him. In addition to her career problems, her family is also hanging by the wire. He has become an aggressive and absent man, his wife and daughter are already exhausted and worried.


    At the same time, we follow the story of Tom, a friend of Jacobson's. Tom is also lost, he has always worked together with his friend and realizes that he ended up leaving his own life aside. As well as being worried about Jake.

    When the author contacted me, I was very happy! As well as being my first international partnership, it is also the first "book" in English that I read. I have some at home, but I always postponed reading, but now it was haha. The language is very quiet. I understood everything and it was an incredible experience! From the confidence and desire to travel right now and leave speaking English in the country.


    Aside from the "book" addressing this identity issue, we follow Jake's relationship with his wife and Tom's relationship with a girl from another city. I found this multi-subject approach very positive, made reading fluent and entertaining. A "book" to read quietly in one sitting.


    I recommend the story to everyone! Talk about family, friendship, past, future and overcoming. It is a wonderful and light story. Oh, and the book brings in each chapter musical recomendations. All very good, by the way.


    I hope you enjoyed the book review
    XOXO

    Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram do blog ♥ Snap: Nati_chanoski

    Resenha: No Meio do Caminho tinha um Amor (★★★★★)

    Olá pessoal, tudo bem??

    Eu estava doida pra ler esse livro... a arte é maravilhosa e, como eu sempre falo, amo crônicas ♥


    Título: No meio do caminho tinha um amor
    Autores: Matheus Rocha
    Editora: Sextante
    Páginas: 175

    Classificação: (


    O livro é repleto de crônicas. Crônicas sobre o amor. Ele é dividido em três partes: começa pelo fim, depois o meio e, por último, o início. Cada parte é composta por textos que se relacionam com aquela parte do relacionamento.

    Me perdendo de você, achei uma parte de mim que tanto procurava.


    Aquela peculiaridade da escrita do Matheus que eu citei na resenha de Muito Amor por favor, também é observada nesse livro: "E a sua peculiaridade foi a repetição. Longe de ser algo ruim. Ele inicia com uma ideia e volte e meia retoma a mesma ideia, inclusive, com as mesmas palavras, durante a crônica ou até mesmo perto da conclusão."

    Ninguém é tão razão que não se sinta emocionado. Ninguém é tão emoção que não saiba reconhecer, em algum momento, a hora certa de dizer não, de parar ou de voltar atrás.


    Além de textos que nos trazem um pouco de nostalgia, o livro é repleto de frases, dos próprios textos, ilustradas nesse estilo "aquarela" do livro. 


    Quem me conhece, sabe que eu não risco/marco/dobro de forma alguma um livro. Mas já na primeira página o autor faz um apelo. Ele fala pra gente ajudá-lo a construir esse livro. Pra gente marcar e sentir em cada página virada. Como marcar é meio forte demais pra mim, eu resolvi aderir e usar esses "mini post-its" (não sei o nome) pra marcar aqueles textos que mais falaram comigo. 

    O resultado:


    Acho legal a proposta pra quando a gente for reler, em algum momento, poder perceber a mudança na nossa vida e relembrar de momentos através dos textos marcados naquela época. Pretendo, em uma próxima leitura, marcar novamente, mas com outra cor de post-it... assim, terei uma breve história de alguns momentos da minha vida. E aconselho você a usar essa "técnica" nesses livros mais pessoais, como os de crônicas.


    Além de textos sobre o amor, têm textos sobre a vida. Sobre a falta de tempo e sobre amizade. Recomendo fortemente pra você! Independente da sua idade/gênero, é um livro que vai trazer memórias, recordações e provocar algumas reflexões. É um livro leve, rápido e cheio de frases lindas e inspiradoras!

    A vida, meu amigo, é vasta. Os campos e caminhos a seguir são plurais. E nós, tão singulares.


    Não se desgaste com alguém que não sente o mesmo que você.

    A vida estraga a gente. Ou melhor, as situações que experimentamos. Vamos amadurecendo, ou pior, criamos medo de viver por receio da próxima decepção. Da próxima desilusão. É que a dor de um coração partido não é física, não é aparente, vai além de tudo isso. É um corte de navalha na alma. Que apesar de não sangrar vermelho, tem cor do sabor amargo de lágrima. E só quem sente é capaz de perceber. De notar. De fazer sarar.

    A parte mais difícil da vida de qualquer pessoa é o amor que ela carrega.


    Quem aí já leu?? 
    XOXO



    Tudo o que eu Queria te Falar


    Faz tempo que a gente não se fala né? Eu nem te contei do filme que eu assisti esses tempos... É daqueles que eu amo e que a maioria odeia, sabe? Nem tive a oportunidade de falar sobre o filme inteiro pra você e implorar pra você ver, mesmo sabendo que isso nunca acontece! Ahh, você não vai acreditar no que aconteceu na faculdade esses dias... Aquela menina terminou o namoro! Se eu te contasse a história, sei que riríamos muito juntos e que você falaria: "eu tinha razão", com aquele ar de dono do mundo que você imita tão bem. Lembrei de você com o último filme que eu comprei. Era aquele que marcou a minha infância e que eu acabei descobrindo que marcou a sua também... Falando em infância, comentei com uma amiga minha sobre aqueles suquinhos que fizeram parte da nossa, também lembrei de você! 

    Passei pela rua da sua faculdade imaginando a quantas horas você teria passado por lá. Pedi na sorveteria o seu sabor preferido, mas me esqueci que não ia poder dividi-lo com você. Falando nisso, a mulher da lanchonete perguntou sobre você. Ela falou que a sua torta chegava semana que vem, junto com a minha. Na aula, o professor citou uma música que instantaneamente lembrei de uma das nossas primeiras conversas, pequei meu celular pra te falar, mas lembrei que não conversávamos mais. Fui em um evento esse fim de semana, mas quando ele acabou eu não tinha ninguém pra me perguntar "como foi?" e eu jogar parágrafos de detalhes.Mesmo eu sabendo que ninguém se importa muito. Inclusive você! 

    Você acabou se tornando tão presente que tem coisas que perderam totalmente a graça de serem feitas sozinhas. Mas estou bem, queria te falar que eu estou bem... Também queria saber como você está e falar que eu sinto saudades.