Resenha: Sentindo a Vida (★★★★)

Olá, pessoal! Tudo bem?? Mês passado eu liberei um vídeo com alguns dos livros que chegaram aqui em casa e, hoje, teremos a resenha de um deles ♥

Você também pode acompanhar a resenha escrita através do áudio, mesmo em segundo plano:




Título: Sentindo a Vida
Autor: Guto Cariello
Editora: Chiado
Páginas: 218
Classificação: 
(★★★★)

Guto Cariello traz em suas crônicas os sentimentos que afloram durante a vida. Ele passa pela gratidão, pelo perdão, pelo significado da vida e, constantemente, aborda o amor. Mergulhamos em diversos questionamentos que geralmente aparecem involuntariamente no nosso dia-a-dia. 

Viver tem sido uma tarefa cada dia mais complexa. Todos os acontecimentos têm se concretizado com uma rapidez inacreditável. (...) mas nossas mentes estão preparadas para toda essa rapidez? E nossas emoções?


Todas as crônicas têm um fundo positivista e um tom de autoajuda - no estilo "podemos melhorar". Elas nos proporcionam reflexões que vez ou outra iniciamos no decorrer da vida, mas que raramente chegamos a um parecer final. Elas são muito bem elaboradas e aparecem pontos realmente muito pertinentes. Encontramos diversos princípios, reflexões, conselhos e conclusões de planos de fundo dos textos. 

O cotidiano e seus acontecimentos nos mostram que é impossível seguir caminhando se não houver estabilidade dentro da própria alma.


Com certeza é uma leitura que tem muito a agregar. Ela nos deixa mais sensíveis ao viver, mais gratos, com um senso crítico maior e, até, renova as nossas esperanças sobre o mundo #vaiBrasil.

É um livro leve, fluído, mas que vez ou outra acaba ficando meio repetitivo pela constância de temas, apesar de serem abordados de formas diferentes. É um livro que todos deveriam ler em algum momento da vida, ele proporciona uma valorização maior das coisas. 


Somente a lapidação interior é capaz de nos transformar em seres saudáveis e saciados.

E para viver um sentimento é preciso mais do que ter apenas um coração ou uma alma sensível, pulsante e emotiva. Antes de tudo, é necessário também ser disciplinado em relação às próprias sensações. Isso garante uma lógica e uma organizada explicação sobre o que está sendo sentido e por que isso está ocorrendo.





Viver é aprender, melhorar, redescobrir-se, progredir. É entender cada vez mais o funcionamento da nossa essência imperfeita, saber identificar nossas falhas e malezas.

E é uma boa leitura para ser realizada de forma mais tranquila: uma crônica por dia ou menos, até mesmo. O que realmente importa nesse livro são as reflexões que ele proporciona. Então, um tempo de digestão do conteúdo lido e outro de maturação da ideia é fundamental!

O título realmente sintetiza totalmente o propósito da obra: nós lemos as crônicas "sentindo a vida". Com, é claro, princípios, sentimentalismo e esperança ♥



Espero que tenham gostado e até o próximo post :)
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

11 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda e confesso que não costumo ler muitas crônicas, mas eu gosto do gênero e achei os temas abordados nesse livro muito interessantes. Além disso, eu gosto de livros positivistas e pela sua resenha parece ter sido tudo muito bem elaborado mesmo. Enfim, gostei bastante da sua dica de leitura, vou marcar aqui e espero ler algum dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Achei o titulo do livro interessante e lendo a sua resenha conclui que o leria numa boa,me identifiquei com essa escrita!❤

    ResponderExcluir
  3. Oi Natasha, tudo bem?
    Geralmente não me interesso por livros de crônicas, mas a sua resenha me deixou tão encantada que até fiquei curiosa. Adoro ler coisas que me façam refletir um pouco, e apesar de não curtir muito auto-ajuda, ás vezes é uma leitura necessária para pensarmos mais sobre nós mesmos e sobre o que podemos fazer para melhorar como seres humanos. Anotei a dica!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Eu acho os livros da Chiado muito fofos, não conhecia essa obra e achei muito interessante. Os temas abordados nos contos foram do meu interesse, adoro saber mais sobre sentimentos que passando e sentimos durante a vida. Adicionei o livro na minha lista de desejados e farei a leitura assim que possível! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e apesar de não ser o tipo de leitura que estou acostumada no momento achei a premissa dele bem interessante e despertou minha curiosidade em realizar essa leitura =)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/04/resenha-irmaos-de-sangue-trilogia-sina.html

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Então, confesso que a obra não me chamou a atenção, pois não curto crônicas. Gostei dos temas, mas não acho que prenderiam a minha atenção.
    Obrigada pela dica, mas hoje vou passar.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bom?
    Que capa e fotos lindas, parabéns!
    Me interessei pelo livro pois nunca li a fundo uma obra só de crônicas, e parece ser bem gostosa a leitura. Adorei a dica!

    ResponderExcluir
  8. Adoro livros de crônicas, mas alguns realmente fica o sentimento de o mesmo tema sendo meio repetitivo. A dica de ler um bom dia é ótima, preciso fazer isso. rsrs Não conhecia a obra, mas fiquei encantada por ele. Quero muito ler!
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Oie,
    Não conhecia muito essa belezura. Adoro Crônicas e essas parecem ser muito prazerosas e cheia de ensinamentos. Vou anotar a dica por aqui.
    Adorei essa ideia de resenha áudio... que delícia!
    Só me preocupa essa coisa de ter momentos repetitivos... mas ainda assim acho que vou me aventurar.
    Parabéns pelas fotos!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  10. Oi Natasha,

    Parabéns pelas fotos! Ficaram incríveis haah
    Não costumo ler muitos livros de crônicas, nem conhecia esse autor, mas me interessei por esse, principalmente pelos temas abordados. Obrigado pela indicação!

    Atenciosamente,

    Tiago Valente
    http://avidalida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Apesar de gostar muito de crônicas, esse tom de auto ajuda que o livro tem me faz perder a conta de de ler, simplesmente porque leituras do gênero não descem para mim. Deixo essa dica de lado por causa disso, mas espero que o autor encontre muito sucesso com essa obra.
    Beijos.

    ResponderExcluir