Resenha: O Garoto do Sonho (★★★★)


Olá pessoal, tudo bem com vocês??

Você também pode acompanhar o post através do áudio, mesmo em segundo plano:



Hoje tem resenha de um livro que transborda doçura, vamos lá?!

Título: O Garoto do Sonho
Autor: Erick Mafra
Editora: Astral Cultural
Páginas: 106
Classificação: 
(★★★★)

Eu conheci o autor, Erick, através da Nah Cardoso, e ele me conquistou logo de cara. Quando vi um tal projeto "garoto do sonho" rolando pelo instagram deles, eu fiquei super curiosa. Revelaram que se tratava de um livro, não preciso nem dizer que eu amei <3 não poderia ter sido melhor.

Além da Nah e do Erick, encontramos o Koba e a Camila Senna. Eles representam os personagens Nay, Eryn, Koy e Cynn, respectivamente.



O enredo conta a história da Maria Clara, uma adolescente comum que, já no primeiro dia de férias, acaba presenciando um acidente e, em meio a tantos comentários maldosos, começa a questionar o porquê de tanto ódio. Além de também nutrir dúvidas a respeito do significado da vida e de diversas coisas que a compõe.

Quando se está na escuridão e a luz chega, para que você possa vê-la, precisa estar de olhos abertos, e para ver a luz é necessário admitir que ainda não a vê.



A menina, sem sucesso em sua busca por respostas, acaba tendo um sonho: em uma paisagem com o céu azul, roxo e rosa, encontra Eryn - um menino que lhe da alguns conselhos e que vai transformando aos poucos a visão de mundo da Maria. Ela acaba encontrando outras três pessoas bem parecidas com o garoto de cabelos coloridos que apareceu em seu sonho. Todos eles passam lindas lições, mostrando uma nova forma de ver o mundo e de viver nele.

O que Deus criou é puro e eterno

Ao meu ver, o livro é voltado mais para o público infanto-juvenil, mas isso não tira nada da beleza das mensagens que encontramos na leitura. Terminamos a obra nos sentindo diferente do que quando a iniciamos. Ficamos mais sensíveis e gratos. O último livro resenhado aqui, "Sentindo a vida", também tinha essa pegada mais positivista em relação à vida.


No fim, encontramos uma explicação do que cada personagem representa e de onde eles vêm. Os quatro representam a Nova Cultura, e nós, leitores, somos convidados a participar dessa cultura também: uma cultura baseada no amor ♥

Quando você tem um propósito verdadeiro no mundo, você se une com aqueles que também têm o mesmo.

A edição está maravilhosa! O livro é todo colorido, cheio de fotos, recados e até com uma seleção de músicas pra acompanhar cada momento da nossa leitura. Em menos de uma hora da pra finalizá-lo tranquilamente.

Se você procurar por "O Garoto do Sonho" no Spotify, no Apple Music ou no Deezer, você encontra a playlist do livro :)



Recebi o livro em parceria com a editora Astral Cultural e eles foram super amorzinhos. O Erick assinou o livro de cada parceiro da editora (uhul! Ele sabe que eu existo) e até a embalagem do correio veio personalizada. Além do marcador, um boton e um poster que completaram o pacote.



Esse livro é diferente de tudo o que eu já li. É até meio difícil de resenhá-lo, mas posso dizer: leia! É rápido e nos deixa com vários ensinamentos lindos! Outra coisa muito amor que a leitura nos proporciona é que toda vez que observamos o céu com as cores azul, roxo e rosa, lembramos das mensagens que o livro nos deixou - isso já aconteceu duas vezes comigo só na semana passada.

Eu te amo infinito!
Espero que tenham gostado ♥
XOXO


Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Resenha: Sentindo a Vida (★★★★)

Olá, pessoal! Tudo bem?? Mês passado eu liberei um vídeo com alguns dos livros que chegaram aqui em casa e, hoje, teremos a resenha de um deles ♥

Você também pode acompanhar a resenha escrita através do áudio, mesmo em segundo plano:




Título: Sentindo a Vida
Autor: Guto Cariello
Editora: Chiado
Páginas: 218
Classificação: 
(★★★★)

Guto Cariello traz em suas crônicas os sentimentos que afloram durante a vida. Ele passa pela gratidão, pelo perdão, pelo significado da vida e, constantemente, aborda o amor. Mergulhamos em diversos questionamentos que geralmente aparecem involuntariamente no nosso dia-a-dia. 

Viver tem sido uma tarefa cada dia mais complexa. Todos os acontecimentos têm se concretizado com uma rapidez inacreditável. (...) mas nossas mentes estão preparadas para toda essa rapidez? E nossas emoções?


Todas as crônicas têm um fundo positivista e um tom de autoajuda - no estilo "podemos melhorar". Elas nos proporcionam reflexões que vez ou outra iniciamos no decorrer da vida, mas que raramente chegamos a um parecer final. Elas são muito bem elaboradas e aparecem pontos realmente muito pertinentes. Encontramos diversos princípios, reflexões, conselhos e conclusões de planos de fundo dos textos. 

O cotidiano e seus acontecimentos nos mostram que é impossível seguir caminhando se não houver estabilidade dentro da própria alma.


Com certeza é uma leitura que tem muito a agregar. Ela nos deixa mais sensíveis ao viver, mais gratos, com um senso crítico maior e, até, renova as nossas esperanças sobre o mundo #vaiBrasil.

É um livro leve, fluído, mas que vez ou outra acaba ficando meio repetitivo pela constância de temas, apesar de serem abordados de formas diferentes. É um livro que todos deveriam ler em algum momento da vida, ele proporciona uma valorização maior das coisas. 


Somente a lapidação interior é capaz de nos transformar em seres saudáveis e saciados.

E para viver um sentimento é preciso mais do que ter apenas um coração ou uma alma sensível, pulsante e emotiva. Antes de tudo, é necessário também ser disciplinado em relação às próprias sensações. Isso garante uma lógica e uma organizada explicação sobre o que está sendo sentido e por que isso está ocorrendo.





Viver é aprender, melhorar, redescobrir-se, progredir. É entender cada vez mais o funcionamento da nossa essência imperfeita, saber identificar nossas falhas e malezas.

E é uma boa leitura para ser realizada de forma mais tranquila: uma crônica por dia ou menos, até mesmo. O que realmente importa nesse livro são as reflexões que ele proporciona. Então, um tempo de digestão do conteúdo lido e outro de maturação da ideia é fundamental!

O título realmente sintetiza totalmente o propósito da obra: nós lemos as crônicas "sentindo a vida". Com, é claro, princípios, sentimentalismo e esperança ♥



Espero que tenham gostado e até o próximo post :)
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Lançamentos Abril - Belas Letras e Astral Cultural

Olá leitores, tudo bem com vocês?? 
Hoje é um post de lançamentos! Vamos lá?

Belas Letras


Quando eu era invisível


Até aos 12 anos, Martin Pistorius era um menino igual aos outros, feliz e saudável. Ninguém nunca imaginaria que um dia ele fosse adoecer gravemente e que, em pouco tempo, pararia de andar e falar. Para os médicos, Martin tinha entrado em estado vegetativo. Porém, lentamente, Martin começou a recuperar a consciência e a perceber tudo o que acontecia ao seu redor. Preso em seu próprio corpo, ele era incapaz de mostrar isso para a sua família e àqueles que cuidavam dele. Depois de 12 anos de encarceramento, Martin conheceu Virna, uma terapeuta que viu além do corpo preso a uma cadeira de rodas e que apenas movia os olhos. Ela conseguiu enxergar um ser humano na plena posse das suas faculdades mentais. Este foi apenas o princípio de um extraordinário renascimento e o primeiro impulso para que Martin despertasse, gradualmente, para a vida. De um menino que dependia completamente dos outros, Martin Pistorius transformou-se em um homem independente, que se formou na faculdade, conseguiu um emprego e casou com o amor da sua vida. A vida de Martin é uma surpreendente história real de superação que vai mexer com todas as suas emoções. Você vai torcer, chorar e reconhecer nele uma inspiradora força de vontade para realizar o impossível.

Parece ser uma história linda! Logo logo tem resenha dele no blog ♥

Ilusão (+18)


Mariana, a caçula da tradicional e rica família Montenegro, é uma jovem obstinada e competitiva que durante anos foi uma das amazonas mais promissoras de Santa Catarina. Até que, por uma reviravolta cruel do destino, ela se viu obrigada por seus irmãos, Marcos e Isadora, a deixar toda a sua vida para trás: seus sonhos, planos para o futuro e até mesmo Henrique, o homem por quem sempre foi apaixonada. Depois de cinco anos vivendo em Portugal, Mariana fica sabendo que Henrique está noivo da última pessoa que ela poderia imaginar: sua irmã. Após essa descoberta, a jovem decide voltar ao país em uma última tentativa de conquistar o homem que ama e revelar um pequeno segredo. As coisas, porém, não saem como planejado e ela se vê envolvida em um jogo sórdido de mentiras e escândalos. Mariana é forte, mas muito impulsiva. Por sorte, ela tem ao seu lado Guilherme, um amigo de infância que sempre fez de tudo para protegê-la. Traições, segredos desvendados e descobertas inesperadas. Ilusão nos prende do começo ao fim com seus personagens intensos e cenas ardentes.

Brothers Rocha


Você já se perguntou como é a vida com um irmão gêmeo? Neste livro, Gustavo e Túlio Rocha abrem o jogo e revelam o dia a dia de conviver com alguém igualzinho a você. Mas será que eles são tão parecidos quanto aparentam? Eles também falam sobre as dificuldades que enfrentaram juntos, os planos para a carreira e até dão dicas de paquera para quem deseja ter um dos gêmeos para chamar de seu.

O livro definitivo dos sonhos


Grande parte dos sonhos reflete os medos e os desejos mais íntimos daquele que sonha. Mas, também, ajuda a vencer inibições, libertar emoções reprimidas e até proporcionar uma viagem a diferentes fases da vida. O homem se dedica a compreender e interpretar o significado dos sonhos desde a Antiguidade. Mesmo sendo objeto de pesquisa de grandes especialistas das mais diversas áreas, ainda há muitos mistérios nas imagens que surgem do inconsciente enquanto dormimos. Em O Livro Definitivo dos Sonhos, você vai encontrar as mais variadas interpretações das mensagens provindas do universo onírico.

Astral Cultural

Dica de presente para o dia das mães:


Sinopse:
A gravidez é sinônimo de alegria e bem-aventurança instantâneas, está escrito na página zero do manual das mães das novelas, filmes e contos de fada. Você vai reluzir, cintilar, sentir-se plena e absoluta desde o momento em que descobriu que vai colocar uma criança nesse mundo. Mas pode não ser bem assim. Como estamos entre amigas, vamos falar a verdade aqui.Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando.




Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Resenha: O Senhor da minha História (★★★★)


Olá pessoal, tudo bem?? 

Hoje tem resenha do primeiro livro recebido em parceria com a editora InVerso ♥ vamos lá!?

Você também pode acompanhar o post através do áudio, mesmo em segundo plano:




Título: O Senhor da minha História
Autor: Carlyle Pop
Editora: InVerso
Páginas: 337
Classificação: 
(★★★★)

No post que eu fiz anunciando a parceria com a InVerso, comentei que O Senhor da minha História era um dos livros que mais me interessava do catálogo deles. E o motivo foi principalmente a arte de capa: eu amo muito Mondrian – as suas obras, no caso -, e isso despertou meu interesse por querer descobrir o que ele tem de relação com o enredo. Além de que a história se passa em Curitiba, minha cidade linda!

Eles mandaram o livro pra mim  não preciso nem dizer que amei hehe. Então vamos conferir qual a relação que Mondrian tem com esse enredo.


Acompanhamos a vida do protagonista desde o fundamental. Ele é um garoto comum e dentro das regras. O seu grupo de amigos é regido por um "chefe": o perfeito e imbatível Salésio. E é quando eles se aproximam do ensino médio que as coisas começam a acontecer.

Sal era o melhor em tudo. O mais esperto, mais bonito, mais pegador, mais confiante, resumindo, mais tudo. Começamos a perceber o desgosto que o personagem principal começa a nutrir por Salésio após uma competição feita entre os garotos. O ensino médio acaba, e cada um segue o seu caminho.




Faça a vida ser leve, pois a terra que cobrirá seu corpo já terá peso suficiente.

Acompanhamos diversas perdas do personagem. Sua mãe, seu pai, seu irmão e irmã que o abandonaram e também um vestibular fracassado. O protagonista acaba tendo a oportunidade de trabalhar em uma agência de viagens com um foco diferente: a periferia. Sem acreditar muito, ele aceita o cargo de guia turístico mesmo sem nenhum conhecimento na área. Afinal, pra saciar o conhecimento de gente sem conhecimento não precisa de muita coisa – ele pensa.

Mas não usei o verbo amar. Parece tão forte e absoluto dizer "eu te amo". Era o que eu deveria ter feito. Não o fiz. Não tive coragem. Para amar, admitir que se ama e sofrer as consequências desse amor, é necessário ser forte. Não pude ser assim. Apesar do todo ensinado, não aprendi o suficiente.


Incrivelmente, a empresa de viagens cresce. E, com ela, o personagem permanece e começa a se aventurar com diversas clientes. Faz do trabalho um jogo de mentiras e prazeres.

O mais interessante da obra é a forma como é conduzida. A maior parte é um monólogo interior e no decorrer percebemos como Salésio afetou, e ainda afeta, toda a trajetória do personagem.



Em diversas partes acompanhamos sessões psiquiátricas, o livro é praticamente conduzido por isso. No consultório tem um quadro do Mondrian, quadro que incomoda o personagem vez ou outra e gera reflexões.

É um livro polêmico, denso e que trata de vários assuntos polêmicos mostrando como a sociedade da época agia. Sim, tem machismo, preconceito e diversas outras coisas. Mas foi relatado como se pensava naquele determinado momento. Apesar de ser realmente denso em conteúdo, é narrado de forma leve, fluída e que te cativa.

Fugir do problema nunca é a solução. Ele permanece dentro.

Também aborda o comodismo do personagem principal e como o dinheiro muitas vezes acaba subindo à cabeça e transformando pessoas.

O dinheiro rompe vidas, afasta corações e cria individualidades.

Não é porque você não se posiciona na vida, nem resolve seus problemas do passado, que a Novo Tempo tem que ser igual. Somos uma agência fora do muro. Defendemos o que pensamos.

Admito que em alguns momentos dava vontade de chacoalhar o personagem e dizer “esquece o salésio” (que continuou sendo bem sucedido e enviando notícias de suas conquistas), mas tudo isso fez parte de uma construção psicológica muito boa do personagem.

O maior problema é a lacuna. Sinto falta da ausência, do que não se deu. Das oportunidades perdidas. Daquilo que poderia ter sido.
  

Em resumo, é um livro sobre um menino regido por um modelo que busca ser o Senhor da sua própria vida. Recomendo principalmente àqueles que gostam de ler livros com uma pegada mais psicológica.

Foi incrível ver diversas ruas, praças, bairros e ônibus que eu vejo diariamente, sendo mostrados no livro. Além de perceber diversas mudanças de lá pra cá.

Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram  Facebook  Canal  Snap: Nati_chanoski